Instituto Multidisciplinar em Saúde

Universidade Federal da Bahia

Campus Anísio Teixeira

UFBA-Conquista participa de programa global de atenção à saúde

Publicado por em 5 de jun de 2017

 

 

slider-principal-helthrise

A UFBA-Conquista participou no ano passado de uma chamada pública da fundação norte-americana Medtronic e conseguiu ser selecionada para ser a instituição executora, na cidade de Vitória da Conquista, de um programa global de US$17 milhões, denominado HealthRise. Até 2018, a UFBA-Conquista vai receber um montante de US$900,000.00 mil para realizar, em parceria com a Prefeitura, UESB, SESI e ACAD, diversas intervenções na rede de atenção à saúde do município.

O objetivo da fundação Medtronic com o referido programa é contribuir com a Organização Mundial da Saúde na meta de redução de 25% da mortalidade associada à morte prematura decorrente das doenças crônicas não transmissíveis, como as doenças cardiovasculares e diabetes, em países como o Brasil, Índia, África do Sul e Estados Unidos.

Em Vitória da Conquista, mais de 10 profissionais, com a ajuda de cerca de 40 estudantes, entre bolsistas e estagiários, estão envolvidos no projeto. Os profissionais são os professores da UFBA-Conquista Márcio Galvão (coordenador do projeto), Sóstenes Mistro (vice-coordenador), José Louzado, Daniela Arruda, Danielle Souto, Kelle Oliveira, Lucas Miranda, Vanessa Moraes, Matheus Côrtes e Sóstenes Mistro; e os professores da UESB Luciano Nascimento, Maria Madalena, Welma Wildes Amorim, Dariana Viegas, entre outros; além de Aline Mendes Vieira, do SESI.

Entre as ações em curso estão o rastreamento e monitoramento de hipertensos e diabéticos, feiras de saúde, implantação do sistema HÓRUS e do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) nas unidades de saúde, capacitações dos profissionais de saúde para o uso do prontuário referido, aquisição de tablets para uso dos agentes comunitários de saúde e instalação de Centro de Diagnóstico Cardiovascular, no qual serão realizados exames como Eletrocardiografia, Ecocardiografia, Teste Ergométrico, Dopplers Arteriais e Venosos.

Feira de Saúde

Direcionadas à população carente e menos favorecida de Vitória da Conquista, incluindo outros municípios do Sudoeste da Bahia e Norte de Minas Gerais, as atividades estão sendo desenvolvidas nas Unidades de Saúde, Centro Universitário de Atenção à Saúde da UESB (CEUAS), Fundação de Saúde de Vitória da Conquista, SESI e HGVC.

Capacitação da equipe da Unidade de Saúde da Família da Morada dos Pássaros para o uso do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC)

De acordo com a coordenação do HealthRise em Vitória da Conquista, espera-se, ao final da aplicação do projeto, que haja aumento do conhecimento sobre as doenças, tratamento, autocuidado e estilos de vida saudáveis; utilização do sistema de prontuários eletrônicos nas unidades de saúde no lugar das atuais fichas de papel; aumento da taxa de adesão à farmacoterapia e tratamento não farmacológico; aumento do número de hipertensos e diabéticos incluídos na rede de atenção primária à saúde; aumento do número de pacientes hipertensos e diabéticos controlados; entre outros benefícios.

Entrega de tablets aos Agentes Comunitários de Saúde das Unidades de Saúde da Família

Contribuição aos estudantes

Além dos inúmeros benefícios citados à sociedade, o HealthRise tem dado uma enorme contribuição aos cerca de 40 estudantes bolsistas e estagiários que integram o projeto.

Membros do projeto (estudantes)

A aluna do curso de Medicina, da UFBA-Conquista, Niomar Aparecida Castro, por exemplo, relata que o projeto tem contribuído para sua formação profissional em vários âmbitos: “Na habilidade da fala e postura com pacientes e com profissionais nos campos de prática; uma visão mais ampla do conceito de Saúde e a gestão e administração envolvidas nesse processo; dinâmica de um trabalho em grupo, com estudantes de diversos cursos; vivências no âmbito científico; e sensibilização de forma mais intensa sobre a hipertensão e diabetes, a alta prevalência e a necessária atenção especial do profissional de saúde para a melhoria da qualidade de vida do paciente”.

Estagiário do projeto, o estudante de Farmácia Renato Morais conta que o HealthRise, apesar de pouco tempo em curso, também tem lhe proporcionado uma formação profissional mais ampla. “Tive uma ideia completa sobre o fluxo da Atenção Básica de Vitória da Conquista, me capacitei na implantação do PEC e ‘ganhei’ grande conhecimento quanto ao projeto de informatização da Atenção Básica do Ministério da Saúde, assim como também aprendi sobre gerenciamento e elaboração de projetos.”

Capacitação dos Agentes Comunitários de Saúde para uso do PEC

Renato conta, ainda, que, além de todos os ganhos citados, também tem participado de reuniões e encontros com discussões “extremamente engrandecedoras”, como as visitas, em fevereiro e maio deste ano, dos profissionais do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês (IEP/HSL) – responsáveis por monitorarem o projeto no Brasil – e também da gerente de projetos do Institute of Health Metrics, da Universidade de Washington.

Visita dos profissionais do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês (IEP/HSL)

Já a estudante do curso de Farmácia Thalita Oliveira diz que o aprendizado obtido tem sido ‘imensurável’. “Temos, ainda enquanto estudantes, a oportunidade de conhecer e vivenciar realidades distintas dentro do SUS, vendo que é possível realizarmos melhora no nosso sistema de saúde, que existem, sim, mecanismos e formas para engajarmos mais equipe e usuários, com o objetivo de criar um modelo adequado que possa ser replicado e moldado a distintas realidades”, comenta.

“Poder participar de um projeto como esse e dessa magnitude é realmente uma oportunidade extremamente enriquecedora, que nos impulsiona a querermos ser profissionais melhores, e que com certeza trará bons resultados para nossa região”, acrescenta.

Para obter mais informações sobre o HealthRise, acesse a página do programa ou dirija-se ao núcleo do projeto em Vitória da Conquista, que fica junto à sala do laboratório de informática, no Pavilhão de Laboratórios do Campus Anísio Teixeira.

 

Assessoria de Comunicação Social


Sistemas SISCAT